Brincos pedem passagem

Orelha furada e saudável
Acabei de passar pela minha sexta experiência de furar a orelha. Sim, já havia tentado cinco vezes e em todas elas tive muita inflamação e alergia. Dessa vez, segui todo o protocolo corretamente. 

Então para quem deseja fazer o segundo furo ou então alguém como eu que ainda vai fazer o primeiro, anotem aí algumas dicas que deram certo.

Desde 2011 a Anvisa autorizou o retorno do serviço de furar a orelha nas drogarias e farmácias de todo Brasil, mas ainda não é tão fácil achá-los. E foi por esse motivo que fiz uma pesquisa para descobrir a melhor opção. E para mim não houve outra alternativa mais segura do que procurar por um médico Acupunturista. Aproveitei que estava em tratamento e solicitei à medica "um furinho".

1 hora antes aplicamos uma pomada anestésica, a Xylocaína, em uma quantidade generosa. Depois foi feita a assepsia das mãos, dos brincos e da orelha com álcool 70º. A segunda etapa consistiu em fazer o furo com o próprio brinco (de ouro amarelo 18k - que minimiza as chances de reação alérgica, com tarracha tipo copinho e sem detalhes pontiagudos ou delicados que possam limitar o trabalho de quem está fazendo o serviço). Apesar da pomada, dói um pouco. Mas é tudo absolutamente suportável além do quê, dura 1 segundo.
Exemplo de design de brinco e tarracha ideal para o fazer o furo

Cuidados simples garantem saúde
Os cuidados de manutenção são simples: lavar a orelha com sabonete durante o banho deixando cair bastante água para não deixar qualquer resíduo. Depois, faça uma outra limpeza com álcool 70º na frente e atrás da orelha 1 vez ao dia. Depois de 1 mês já é possível tirar o brinco para fazer uma limpeza mais completa. Outra dica é girar e empurrar para frente e para trás para que a pele não se prenda ao brinco, isso garante um furinho mais saudável. Não tire e não durma sem o brinco por pelo dois meses. Pronto! Seguindo essas orientações garanto que não sentirá qualquer desconforto durante o dia ou até mesmo ao dormir.

A atriz Jessica Alba fez o segundo furo na orelha em uma loja de tatuagem
em comemoração ao seu 31º aniversário em 2012

Um comentário:

Laís Ribeiro disse...

As dicas foram muito úteis. Há alguns anos eu tinha muitos furos nas orelhas. Porém cuidava muito mal deles, inclusive tirei os brincos com menos de 1 semana. Pois bem, a coisa não progrediu muito.
Finalmente semana passada encontrei uma farmácia que oferece o serviço. Dessa vez estou cuidando direitinho :)

Related Posts with Thumbnails