Uma análise Fast Fashion

Hoje foi lançada a coleção de inverno 2012 da Juliana Jabour para Riachuelo. Essas mini coleções de estilistas brasileiros tem sido uma ótima ferramenta de marketing para as marcas. Elas são um esforço conjunto para trazer novos clientes que - muito provavelmente - não o seriam de nenhum dos envolvidos. Como assim? 

As peças da estilista Juliana Jabour, que participa há vários anos do evento São Paulo Fashion Week, tem um preço elevado por vários motivos, entre eles a qualidade e o atendimento no salão de vendas. E por isso introduzir roupas da sua grife com um preço acessível (à classe média) na Richuelo acrescenta novos adeptos à sua etiqueta, já que a quantidade de unidades da Loja de Departamentos é infinitamente maior. Outro motivo é a variação dos tecidos e acabamentos usados, que são mais simples, mas que mantém as características de design da estilista. 

Por outro lado a Riachuelo passar a ter novas clientes que procuram por peças de qualidade e que até então não frequentavam às suas unidades. Esse é o meu caso. Desde as coleções de 2011, com Chris Barros e Fashion Five, passei a ficar mais de olho nas vitrines... 

Jaqueta de moletim com renda
Juliana Jabour para Riachuelo
Gostei de várias peças e comprei 3. A jaqueta de moletim com renda no ombro, na minha opinião, foi a estrela entre as 40 peças da mini coleção. O corte e os tecidos escolhidos foram felizes e resultam em um preço bacana R$119,00. 

Na contra-mão, o vestido com faixa amplamente divulgado na mídia (ver imagem abaixo) é decididamente a roupa de pior qualidade: 100% sintético, esquenta muito apesar de ser solto no corpo. O forro é tão ruizinho que faz barulho de saco plástico… Mas o visual é bacana. Achei mais interessante na cor marinho.



Aqui a mesma jaqueta na versão de tons claros
Vestido da coleção Juliana Jabour para Riachuelo, Inverno 2012

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails